sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Tu me falas do amor que tu sentias
Me dizendo que um dia me amou
Que fiz parte de tuas fantasias
Mas que tudo é passado e que acabou

E me dizes que tudo terminou
Que o amor é assim com melodias
Têm encantos, belezas e alegrias
Mas tem fim e que o nosso fim chegou

Que tolice meu bem o que tu dizes
Pois o amor é igual as cicatrizes
Porém tenha uma diferença só

Cicatrizes da carne a terra come
E amor que é amor não se consome
E jamais a de transforma-se em pó.

Autor Desconhecido

Um comentário:

  1. Autor: Márcio Rocha (Poeta e Cantor de São José do Egito - PE)

    ResponderExcluir